Vinícolas brasileiras comemoram a venda de quase 10 milhões de litros em quatro meses

Vinícolas brasileiras comemoram a venda de quase 10 milhões de litros em quatro meses

A comercialização de vinhos finos e espumantes brasileiros segue em crescimento. Nos quatro primeiros meses de 2021, as vinícolas brindam a venda de 9,5 milhões de litros, um aumento de 34% se comparado ao mesmo período do ano passado que alcançou 7,1 milhões de litros. A melhor performance percentual é dos espumantes moscatéis com incremento de 37,76%, seguido pelos vinhos finos com 34,35% e pelos espumantes brut com 30,87%. Já o suco de uva amarga uma queda de 15,68%. Estes são os dados oficiais da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), com base no Sistema de Cadastro Vinícola da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul.

A retração desenhada em janeiro e fevereiro deu espaço para a aceleração das vendas nos dois meses seguintes. “O vinho brasileiro segue sendo descoberto pelos brasileiros, que ao degustar nossa diversidade e qualidade, estão percebendo a evolução e aprovando. É animador ver esta importante conquista. Com uma safra maior em 2021 os estoques estão sendo abastecidos, podendo atender ao mercado”, destaca o presidente da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), Deunir Argenta.

Argenta aposta ainda mais na aceleração das vendas diante da ampliação de canais, da melhor distribuição, do preço justo, além do próprio lançamento de produtos das vinícolas. Com a flexibilização dos protocolos de segurança diante da Covid-19, o enoturismo também ganhou impulso, fortalecendo ainda mais a relação entre produtores e consumidores. A aposta no e-commerce e em ferramentas práticas como o próprio WhatsApp também tem facilitado a venda com entrega em qualquer parte do país.

Suco de uva em queda

O volume de suco de uva comercializado de janeiro a abril chegou a 48,7 milhões de litros, 15,68% menos que em 2020 quando foi de 57.760.311 milhões de litros. Se comparado ao mesmo período de 2017, percebe-se um crescimento de 29,92%.

Exportações em alta

O cenário em relação às exportações também é favorável em relação a vinhos finos e suco de uva. Nos quatro meses, 1,9 milhões de litros de vinhos finos brasileiros saíram do país, ou seja, 169,23% a mais que no mesmo período de 2020. Já o suco de uva, com exportação de 879 mil litros, teve um impulso maior com aumento de 239,16%. Porém, está longe de alcançar o desempenho de 2019 quando o volume foi de 1,02 milhões de litros.

 

COMERCIALIZAÇÃO DE VINHOS FINOS, ESPUMANTES E SUCO DE UVA ELABORADOS NO RS – MERCADO INTERNO (litros)

 

PRODUTOS JAN/ABRIL 2020 JAN/ABRIL 2021  
Vinhos Finos 4.460.348 5.992.301 34,35
Espumantes (Brut) 1.617.797 2.117.198 30,87
Espumantes (Moscatéis) 1.032.644 1.422.541 37,76
Suco de Uva * 57.760.311 48.701.222 -15,68

 

PRODUTOS MARÇO 2020 FEVEREIRO 2021 MARÇO 2021
Vinhos Finos 1.015.986 934.606 1.379.419
Espumantes (Brut) 413.152 495.796 455.003
Espumantes (Moscatéis) 258.932 347.794 371.872
Suco de Uva * 14.185.450 12.177.672 12.285.603

 

PRODUTOS ABRIL 2020 MARÇO 2021 ABRIL 2021
Vinhos Finos 1.481.211 1.379.419 2.245.668
Espumantes (Brut) 214.445 455.003 471.149
Espumantes (Moscatéis) 154.627 371.872 337.718
Suco de Uva * 8.746.846 12.285.603 10.956.873

 

* Suco de Uva (Natural/Integral, Reprocessado/Reconstituído, Adoçado e Concentrado)

Fonte: SISDEVIN/SEAPDR | Elaboração: Uvibra – Dados coletados em 14 de maio de 2021

 

matéria enviada pela jornalista Lucinara Masiero

(foto: reprodução blog Vinho Capital)

Dra. Uva